COVID-19 e o apoio à população mais vulnerável: Veja o conjunto de ações do governo até o momento!

A pandemia está tendo impactos gigantescos na economia mundial e o Brasil já começou a sentir os drásticos efeitos do surto de coronavírus no país. Os que mais sentem esses impactos são os cidadãos pertencentes à população mais vulnerável socialmente.

São milhões de famílias classificadas como sendo de baixa renda e que estão tendo ou terão dificuldades de manter condições mínimas de dignidade devido a recessão econômica que o país irá enfrentar devido à pandemia.

Para evitar que essa população por maiores dificuldades, o governo federal está elaborando e analisando várias medidas de auxílio. Confira a seguir a lista completa de todas as medidas já tomadas e também as que ainda estão em estudo pela câmara de deputados e pelo senado até o presente momento!

Medidas de apoio à população de baixa renda

A liberação de recursos financeiros em apoio à parcela mais vulnerável já foi sancionada e várias medidas já foram elaboradas, algumas já aprovadas.

As medidas incluem:

  • Transferência de valores do PIS/PASEP para o FGTS, desta forma uma parcela maior de pessoas poderá ser incluída na lista de beneficiários que poderão realizar o saque adiantado do FGTS que iniciou em dezembro de 2019 e ainda está no prazo de saque até o momento.
  • Abono salarial antecipado, ou seja, o abono em duas parcelas que geralmente se dá em outubro/novembro deverá ter sua primeira parcela paga em junho, o que deverá injetar 12,8 milhões na economia.
  • O 13° de pensionistas e aposentados também será adiantado e será pago estes ano em meados de abril até o mês de maio.
  • O Bolsa Família também sofre alterações tendo um reforço de 3,1 bilhões de reais para o pagamento dos benefícios, além da possibilidade de inclusão de mais 1,2 milhões de novas famílias no programa.

Além dessas medidas, várias outras estão em trâmite no Senado para aprovação, como por exemplo o benefício emergencial de R$600 que poderá incluir, além de autônomos e microempreendedores, a parcela de desempregados crescente no país.

Avalie este artigo