Renda básica de R$300 durante pandemia!

Ontem, dia 30 de março, foi aprovado no Senado o benefício de R$600 para ajudar trabalhadores informais e microempreendedores a se manterem durante o período de pandemia. 

No entanto, restam ainda outras iniciativas de auxílios que visem o restante da população que também está em estado vulnerável durante este período e que não foram incluídas no benefício de emergência para autônomos.

Benefício de renda básica emergencial

É fato que o auxílio do benefício emergencial para informais e autônomos é uma excelente notícia, no entanto uma boa parcela da população ainda estará de fora.

Trabalhadores como diaristas, motoristas de aplicativos e pessoas desempregadas a muito tempo são apenas alguns exemplos.

Para contornar esta situação circula no governo, já em pauta no Senado para aprovação criação de um benefício de renda básica para promover segurança financeira a parcela da população que não foi contemplada com o benefício aprovado nesta segunda-feira.

O valor seria de R$300 mensais durante três meses para todos os beneficiários do Bolsa Família e pessoas de baixa renda que não possuam o próprio negócio.

O requisito básico seria apenas ser cadastrado no CadUnico do governo federal. A intenção seria que todos os cadastrados, sem distinção, incluindo crianças, receberiam o valor de R$300 cada um.

O limite máximo seria de R$1 500 por família e o valor seria recebido através de bancos públicos como Caixa Econômica ou através dos correios.

No entanto, o Senado adiou novamente a seção de votação da medida que estava marcada para esta tarde, dia 31, e várias especulações, inclusive do próprio Ministro da economia a respeito da manutenção, pois poderia gerar buracos na economia, ou seja, um rombo nos cofres públicos.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *