Prorrogação do auxílio emergencial será decidido essa semana por Bolsonaro

Até sexta-feira, 21 de agosto, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) irá decidir sobre a prorrogação do auxílio emergencial e o valor. Atualmente, cada parcela do auxílio paga R$ 600. O presidente também definirá a quantidade de parcelas adicionais.

Atualmente, a equipe econômica do governo bate na tecla de que a prorrogação deve ser feita com valor menor que os atuais R$ 600. Já os líderes dos partidos defendem que a prorrogação seja feita com mais uma parcela de R$ 600 e duas de R$ 300.

De acordo com o iG, um técnico envolvido nas duas discussões afirmou que o valor não foi definido, mas que será menor que R$ 600 e passará pelo Congresso Nacional. A intenção do governo é que a prorrogação seja no valor de R$ 200 ou R$ 300 até o fim de 2020, quando será feita a transição para o novo programa, até então chamado de Renda Brasil. Esse novo programa irá substituir o Bolsa Família.

O governo cogita ainda uma prorrogação do auxílio, mas para um público menor. O benefício criado em abril inicialmente pagaria três parcelas de R$ 600. Posteriormente, foi prorrogado para mais duas parcelas de R$ 600. Ele é pago para trabalhadores informais, autônomos, desempregados e microempreendedores individuais (MEIs). Atualmente, ele é pago para mais de 66 milhões de brasileiros.

Avalie este artigo