Prorrogação do auxílio emergencial não foi informada a Rodrigo Maia

Rodrigo Maia, presidente da câmara dos deputados alegou que não havia sido informado pelo governo federal, de uma possível prorrogação do benefício emergencial. Ainda essa semana, vários veículos de comunicação haviam confirmado que o presidente tinha autorizado os debates sobre a prorrogação do auxílio.

“Comecei a ouvir ontem [terça-feira], de jornalistas e deputados, que o governo estava querendo prorrogar até o fim do ano, mas comigo ninguém conversou”, disse Maia em entrevista à rádio Banda B.

Contudo, apesar da ideia de estender o benefício até dezembro, o governo considera que sejam pagas parcelas com menores valores. Uma possibilidade é de parcelas de R$200,00. Atualmente estão sendo pagas pelo Governo Federal, o valor de R$600,00.

“Não dá para continuar muito porque, por mês, custa R$ 50 bilhões. A economia tem que funcionar. E alguns governadores teimam ainda em manter tudo fechado”, reclamou Bolsonaro. A declaração foi dada no Palácio da Alvorada, após um de seus apoiadores agradecer pelo auxílio emergencial de R$ 600.

A possível prorrogação do auxílio ainda não foi confirmada oficialmente pelo governo.

Avalie este artigo