Saiba como se prevenir do novo golpe do FGTS de até R$1.045

Depois de vários golpes relacionado ao auxílio emergencial, um novo golpe surgiu, agora relacionado ao FGTS emergencial, cujo valor de até R$1.045.

Segundo informações do setor responsável por investigar fraudes relacionados ao auxílio emergencial, a nova ação criminosa se espalha rapidamente e já prejudicou diversas pessoas que tiveram o benefício aprovado.

Atenção para novo golpe relacionado ao FGTS

O golpe do FGTS é aplicado especialmente através das redes sociais. Segundo a empresa DFBDR, especializada em segurança da informação, já ocorreram mais de 90 mil compartilhamentos e acessos do novo modelo de golpe, nos últimos dias.

De forma parecida com os golpes que são aplicados no auxílio emergencial, as páginas da internet solicitam dos beneficiários, dados que são confidenciais, relacionados ao FGTS. Com as informações em mãos, se torna muito fácil acessar os recursos dos beneficiários de forma irregular e cometer a fraude.

Também foram detectadas mensagens enviadas através do WhatsApp, com a promessa de facilitar ações com o saldo do FGTS emergencial, como duplicação do valor, empréstimos, entre outros.

“Quando a vítima informa seus dados no link malicioso, fica vulnerável ao vazamento de suas informações pessoais. Asim, os dados podem ser usados pelos cibercriminosos para realizar a assinatura de serviços. Além disso, até para abrir contas em bancos com os dados roubados.”, explica o presidente da DFNDR.

“Além disso, quando a vítima compartilha o link malicioso com seus contatos, ela torna-se um vetor de disseminação do novo golpe. Isto garante aos cibercriminosos um crescimento acelerado dos ataques;”, alerta Simoni. O presidente ressalta que no momento que a vítima concedeu permissão para o envio de notificações, os criminosos poderão se utilizar da permissão para enviar propagandas, com as quais geram lucros e até mesmo aplicar novos golpes.

No que se refere ao FGTS emergencial de até R$1.045, até agora, foram identificados mais de 15 links maliciosos de novo golpe. Os estados do Brasil mais afetados são: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas GeraisBahia e Rio Grande do Sul.

Ao portal Brasil 123, a advogada Luciana Rodrigues diz que sempre há como recorrer no caso de ser vítima de golpe, como o do FGTS. No entanto, em tempos de pandemia e quando o beneficiário informada dados pessoais e sigilosos, comprovar o crime se torna bem demorado e estressante para a vítima. Portanto, é claro, é sempre recomendado evitar cair em golpes.

Avalie este artigo