Quatro parcelas adicionais do auxílio emergencial devem ser confirmadas no valor de R$300

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deve anunciar as próximas parcelas do auxílio emergencial em breve. O chefe do executivo federal confirmou durante evento no Rio Grande do Norte que o benefício continuará sendo pago até dezembro de 2020, sem dar maiores detalhes.

De acordo com o jornal O Globo, o presidente deve anunciar em breve que serão pagas mais quatro parcelas, em setembro, outubro, novembro e dezembro, de R$ 300 cada uma. Esses detalhes estarão presentes em Medida Provisória (MP) que será enviada ao Congresso nos próximos dias. A informação foi dada ao jornal O Globo por fontes do Palácio do Planalto.

Paulo Guedes, ministro da Economia, defendia que a prorrogação fosse com parcelas de R$ 200. De acordo com as fontes, Bolsonaro considerou o valor baixo e procurou um meio-termo. já que parlamentares defendiam que as parcelas fossem mantidas a R$ 600. O prazo final que o presidente tinha dado para decidir sobre o auxílio havia sido essa sexta-feira.

A equipe econômica do governo reconhecia que os brasileiros ainda precisam de ajudar para passar pela crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. Entretanto, o auxílio emergencial tem custo de cerca de R$ 50 bilhões a cada mês. Por isso, a equipe econômica passou a defender parcelas de menor valor. Para que o novo valor seja oficializado, a base de apoio de Bolsonaro deverá trabalhar para que a Medida Provisória seja aprovada no Congresso Nacional.

A partir de janeiro de 2021, o governo deseja colocar em prática o Renda Brasil, que irá substituir o Bolsa Família.

Pagamento da 5ª parcela

O pagamento da quinta parcela do auxílio emergencial, atualmente no valor de R$600, vai começou a ser pago no dia 18 de agosto para os beneficiários do Bolsa Família.

Os beneficiários que se inscreveram pelo aplicativo ou site e nascidos em janeiro começam a receber a quinta parcela a partir do dia 28 de agosto.

O dinheiro é depositado em conta poupança social digital da Caixa e movimentado pelo app Caixa Tem.

O calendário de pagamento da 5ª parcela do auxílio para beneficiários do Bolsa Família segue até dia 31 de agosto. Novamente, o cronograma segue de acordo com o último dígito do Número de Identificação Social (NIS).

No dia 18 de agosto, o pagamento é liberado para quem tem NIS terminado em 1. No dia 31 de agosto, o último do calendário, o pagamento é liberado para quem tem NIS terminado em 0.

Diferente do que acontece com beneficiários que fizeram cadastro pelo site ou app, os do Bolsa Família não precisam aguardar por um segundo cronograma para fazer saque em espécie do auxílio.

Os beneficiários que não recebem do Bolsa Família, receberão o recurso por depósito em poupança digital pelo aplicativo Caixa Tem. Inicialmente, o dinheiro só pode ser usado para pagamento de contas e boletos e compras por meio de cartão virtual, e só em um segundo momento o recurso é liberado para saques e transferências.  

Atualmente, o governo estuda criar mais parcelas do benefício com um valor reduzidoPorém, ainda não há nada concreto sobre a extensão. Apenas os cinco pagamentos estão garantidos.