Governo pode prorrogar auxílio emergencial de R$ 600

Oficialmente, o governo ainda não trabalha com a ideia de uma nova prorrogação do auxílio emergencial de R$ 600. Entretanto, de acordo com o Correio Braziliense, interlocutores de Paulo Guedes, ministro da Economia, não descartam que haja uma nova prorrogação.

O auxílio foi responsável por fazer os indicadores econômicos serem melhores durante a pandemia, já que deu suporte para o consumo das famílias. O ministro da Economia promete entregar o Renda Brasil mês que vem, quando o benefício de R$ 600 chega ao fim para o primeiro lote. Entretanto, até agora não foram dados detalhes sobre o Renda Brasil, que será como um Bolsa Família ampliado, já que incluirá outros programas.

 

O ministro da economia Paulo Guedes afirma que o Renda Brasil pagará algo entre os R$ 191 do Bolsa Família e os R$ 600 do auxílio emergencial. Em teleconferência semana passada, Guedes afirmou que o Renda Brasil custará R$ 52 bilhões e que atualmente o dinheiro está sendo buscado em “fundos paralisados”.

Semana passada, foi divulgada pesquisa que mostrou que o auxílio emergencial de R$ 600 ajudou a melhorar a renda per capita dos domicílios mês passado em 11,7%. O aumento da renda foi maior no Norte (26,2%) e no Nordeste (23,6%).

A prorrogação também fez o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas reduzir a queda do Produto Interno Bruto (PIB) deste ano de 6,4% para 5,5%.