Cerca de R$110 milhões do auxílio já foram devolvidos

Até o momento, aproximadamente 115 mil devoluções de pagamentos indevido do auxílio emergencial, já foram realizadas. Pessoas que receberam o auxílio sem ter direito ao benefício por não atender os requisitos, devem fazer as devoluções. A devolução registra 89,1 devoluções por civis e 26,2 por militares.

Onyx Lorenzoni, ministro da Cidadania, falou sobre as devoluções. “O número de devoluções é muito significativo e expressivo, mas na verdade tivemos uma ação importante que resultou de um acordo com a Controladoria-Geral da União (CGU), que foi a transparência ativa, um conceito de combate à falha e à corrupção muito importante”, disse ele.

A devolução do auxílio de R$ 600 pode ser feita online, pois o governo criou um site para isso. Os brasileiros também podem fazer denúncias de possíveis beneficiários que recebem o auxílio sem ter direito.

Como devolver?

O auxílio pago indevidamente pode ser devolvido no portal devolucaoauxilioemergencial.cidadania.gov.br. No site, são criadas Guias de Recolhimento da União (GRUs). Para devolver, basta entrar no site e informar o CPF. Ao gerar uma guia, o brasileiro deve escolher a opção de pagamento, que pode ser feita no Banco do Brasil ou demais bancos.

Para pagamento no Banco do Brasil, a opção escolhida deve ser “Emitir GRU”. Em outro banco, é necessário informar endereço nas informações pedidas ao selecionar “Em qualquer banco” para, no fim, clicar em “Emitir GRU”. A guia pode ser para em caixas eletrônicos, guichê de caixa e online.

Como denunciar possíveis fraudes?

Para checar o cadastro, entre no site da Dataprev. Informe nome completo, CPF, data de nascimento e nome da mãe.

Se a resposta é “Requerimento não encontrado”, o CPF consultado não tem pedidos realizados. Se a resposta for “Em processamento, foi aprovado, não aprovado, requerimento retido ou dados inconclusivos”, foi feito cadastro utilizando o CPF pesquisado.

Se a resposta for “Benefício em processamento”, o CPF foi usado e o pedido está em análise. Se aparecer “Aprovado”, o benefício foi liberado e será pago na data correspondente do calendário oficial na conta indicada no cadastro. Se as respostas forem “Não aprovado, requerimento retido ou dados inconclusivos”, foi feito o pedido, mas a Dataprev encontrou inconsistências ou irregularidades.

No caso de fraude detectada, ela deve ser denunciada pelos telefones 121 ou 0800-707-2003. Também é possível fazer a denúncia em qualquer agência da Caixa Econômica Federal.

Avalie este artigo