Caixa libera datas de pagamento do Auxilio Emergencial. 6,7,8 e 9 parcela. Veja agora o calendário.

O Governo Federal divulgou o novo calendário de pagamentos e saques do auxílio emergencial para os trabalhadores que tiveram o pedido reanalisado em outubro, decorrente de atualizações de dados governamentais.

O novo lote de pagamentos contempla um total de 95 mil novos beneficiários. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União, edição do dia 29 de outubro.

O depósito da primeira parcela em poupança social digital começará a partir desta sexta-feira (30), e terminará em 20 de novembro, de acordo com a data de nascimento do beneficiário. A segunda parcela será depositada entre 22 de novembro e 12 de dezembro. Já a terceira, quarta e quinta parcelas serão creditadas entre 19 de dezembro e 27 de janeiro de 2021.

O Ministério da Cidadania informou que com o novo lote, o auxílio emergencial chegou a marca de 67,7 milhões de pessoas, o que equivale a um gasto de mais de R$ 230 bilhões.

“Os novos lotes do Auxílio Emergencial liberados para pagamento entram nos ciclos em vigor. O público da Portaria nº 519 será integrado ao calendário a partir do Ciclo 4. São oito mil cidadãos nascidos em janeiro que já terão o crédito da primeira parcela na conta social digital nesta sexta-feira”, informou a Cidadania.

Confira abaixo o novo calendário de pagamentos:

calend auxílio

Veja quantas parcelas você receberá na prorrogação do auxílio

As parcelas extras do auxílio emergencial no valor de R$ 300 são válidas apenas para os beneficiários que já estão recebendo o benefício de R$ 600. No entanto, o número de parcelas depende de quando o trabalhador, que não faz parte do Bolsa Família, começou a receber o benefício no valor inicial.

As novas parcelas no valor R$ 300 começam a ser pagas somente após a conclusão das cinco parcelas iniciais de R$ 600. Novas inscrições não serão feitas, portanto, apenas quem foi aprovado para as parcelas de R$ 600 poderá receber as parcelas extras.

A quantidade total de parcelas que o cidadão terá direito vai depender de quando ela começou a receber o auxílio. O máximo são nove parcelas, sendo as cinco primeiras de R$ 600 e as quatro últimas de R$ 300.

  • Quem recebeu a 1ª parcela em abril: 9 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em maio: 8 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em junho: 7 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em julho: 6 parcelas
  • Quem recebeu a última parcela de R$ 600 em agosto: vai receber 4 parcelas de R$ 300 nos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro;
  • Quem recebeu a última parcela de R$ 600 em setembro: vai receber 3 parcelas de R$ 300 nos meses de outubro, novembro e dezembro;
  • Quem recebeu a última parcela de R$ 600 em outubro: vai receber 2 parcelas de R$ 300 nos meses de novembro e dezembro;
  • Quem recebeu a última parcela de R$600 em novembro: vai receber apenas 1 parcela de R$ 300, em dezembro.