Caixa e Banco do Brasil oferecerão uma nova opção para você usar o FGTS

Está confirmado. A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil vão liberar o empréstimo financeiro com garantia do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), modalidade saque-aniversário. O diretor do Departamento de Gestão de Fundos do Ministério da Economia, Gustavo Tillmann, confirmou que, ao todo, cinco instituições financeiras já podem disponibilizar essa operação.

O diretor confirmou que com a garantia do saque-aniversário, o custo do crédito ficará mais barato para os trabalhadores de empresas privadas. Anteriormente, o benefício só era dado aos servidores públicos que tem acesso ao crédito consignado com taxas mais baixas. A confirmação foi dada durante entrevista coletiva virtual sobre o boletim Macro fiscal.

Os empréstimos estarão liberados para os clientes do Banco do Brasil em breve, conforme informou o vice-presidente da de Agronegócios e Governo da instituição, João Pinto Rabelo Júnior. De acordo com ele, o cliente da instituição para contratar a opção de empréstimo vai poder procurar as agências, central de relacionamento e mobile, seja por celular ou computador.

O Banco do Brasil confirmou o bloqueio do saldo do FGTS junto à Caixa e, após isso, vai liberar os recursos solicitados pelo cliente na linha de crédito, todo esse processo, de acordo com Rabelo. Todo o processo, vai acontecer no  prazo máximo de uma hora. O vice-presidente também reafirmou a redução importante na taxa de juros.

Como solicitar o empréstimo com o saque-aniversário do FGTS?

De acordo com informações do Ministério da Economia, os interessados já poderão acessar o aplicativo do FGTS, liberado para os sistemas Android e iOS, e manifestar o interesse em contratar o empréstimo.

Para isso, é necessário indicar no pedido qual é o banco de interesse que deseja para intermediar o crédito.

Saque no mês aniversário

O saque-aniversário permite a retirada de parte do saldo de qualquer conta, sendo ela ativa ou inativa do fundo a cada ano, no mês de aniversário, em troca de não receber parte do que tem direito em caso de demissão sem justa causa.

O pagamento acontece de acordo com o cronograma por mês de nascimento. Os trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro receberam os valores no mês passado. Os valores ficam disponíveis para saque até o último dia útil do segundo mês subsequente ao da aquisição do direito de saque.

Você sabe o valor que pode receber? O valor a ser liberado varia conforme o saldo de cada conta em nome do trabalhador. Além de um percentual, ele receberá um adicional fixo, conforme o valor total estabelecido na conta. A quantia a ser sacada varia de 50% do saldo sem parcela adicional, para contas de até R$ 500, a 5% do saldo e adicional de R$ 2,9 mil para contas com mais de R$ 20 mil.

As contas são um pouco complexas, mas vamos explicar. Por exemplo, se um trabalhador tem R$ 1.450 em todas as contas de FGTS, será possível retirar 30% do total, mais uma parcela de R$ 150. Ou seja, o saque será de R$ 585.

R$1.400 x 30% = R$435,00 + Adicional de R$150 = R$585,00.

Veja a tabela:

Limites das faixas de saldo Alíquota Parcela adicional
até R$500 50%
de R$500,01 até R$1.000 40% R$50
de R$1.000,01 até R$5.000 30% R$150
de R$5.000,01 até R$10.000 20% R$650
de R$10.000,01 até R$15.000 15% R$1.150
de R$15.000,01 até R$20.000 10% R$1.900
acima de R$20.000,01 5% R$2.900

 

Através do site oficial da Caixa e pelo aplicativo do FGTS (disponível na App Store, Google Play ou Windows Store) é possível simular o valor que receberia e aderir ao saque-aniversário. A consulta pode ser feita após fazer um cadastro e criar uma senha.

De acordo com informações do governo, o trabalhador pode optar por receber as parcelas por ano diretamente em uma conta de sua titularidade na Caixa ou em outra instituição.

 

Avalie este artigo